Agora são Horas e Minutos - ... Obrigada: Estou completamente satisfeita com todos os amigos por me terem acompanhado no blogue. TATÃO ´ aconselhamos a utilização do Mozilla Firefox

PAULA RUIVO

. A APRESENTAÇÃO DO LIVRO A ERVILHA QUE QUERIA IR DE FERIAS FOI UM SUCESSO AUTORA PAULA RUIVO

terça-feira, 8 de março de 2016

A INDEPENDÊNCIA:


Infelizmente, o homem, com raras excepções, usando e abusando da própria força e da disponibilidade da mulher, procura subjugá-la, considerando-a como um instrumento.Os que assim procedem talvez imaginem que o egoísmo esteja na razão direta da personalidade.Embora o homem e a mulher sejam profundamente diferentes quanto à estrutura fisiológica e à sensibilidade, ambos devem possuir a mesma natureza humana.Sendo a sensibilidade a maior riqueza da mulher.Sem uma consciência lúcida, torna-se incapaz de dirigir e dominar a sensibilidade e vive sujeita ao ambiente.De natureza dependente, pode chegar a compenetrar-se de que os outros são responsáveis pelo seu destino e cede-lhes a tarefa de resolver e pensar, reservando para si, unicamente, o direito de sentir e sofrer .Não são poucas as mulheres que, não procurando momentos de isolamento, tão úteis à reflexão, vivem exageradamente, sob a influência da opinião alheia, da sociedade.A mulher reage às excitações do mundo exterior diferente do homem: esgota-se com o barulho e o trabalho contínuo..Não será certo estabelecer separações entre a inteligência masculina e feminina, porque sob a influência da educação, da cultura, da posse de uma consciência esclarecida.O importante é que ambos, por um esforço de consciência, conquistem uma atitude humana.Só assim, tanto o homem como a mulher serão encarados como pessoas plenamente realizadas.
Tatão

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, publicarei e o responderei.
Volte para saber a resposta.
•.¸¸.•´¯`•.¸¸.¤ Beijos •.¸¸.•´¯`•.¸¸.¤