Agora são Horas e Minutos - ... Obrigada: Estou completamente satisfeita com todos os amigos por me terem acompanhado no blogue. TATÃO ´ aconselhamos a utilização do Mozilla Firefox

PAULA RUIVO

. A APRESENTAÇÃO DO LIVRO A ERVILHA QUE QUERIA IR DE FERIAS FOI UM SUCESSO AUTORA PAULA RUIVO

domingo, 30 de setembro de 2012

O ADOLESCENTE:

O ADOLESCENTE:
O adolescente, dispondo de meios de adulto, deseja ser tratado como tal, mas é ainda uma criança: magoa-se constantemente e comete infantilidades.Atravessa uma fase complexa que o torna confuso e chega mesmo a confundir certos Pais.Afirmar que dispõe de meios de adulto não significa que possa utilizar.Precisa de maturidade.Esta é a nobre e espinhosa missão do educador, ajudá-lo a atingir maturidade em tudo,no comportamento, na inteligência e sensibilidade.Diante de si,têm os Pais um indivíduo quase adulto, mas continuam a tratá-lo como criança.Esse é o grande erro!Toda contribuição que o ajude a conquistar personalidade será aceita,desde que os elementos sejam utilizados na ocasião oportuna.Uma resposta adequada vale mais que conselhos, castigos, máximas consecutivas.Não por serem prejudiciais,mas por estarem inadequados à natureza do adolescente.Quem o orienta deve usar a palavra como meio de comunicação o que significa ser sincero.O jovem reúne todas as forças interiores para fugir ao domínio,contrariando os que o cercam e que,o impedem de atingir autonomia..Maturidade no comportamento corresponde ao sentido, que se não deve confundir com liberdade de fazer o que quiser.O que possa parecer à primeira vista desobediência é uma atitude de ensaio.O jovem quer ser adulto e, por isso, não suporta imposições nem castigos aplicáveis às crianças.Renega sermões, mas precisa de ajuda. Não deve, pois, ser abandonado.Tem necessidade de alguém que o compreenda,que mantenha consigo um profundo contacto de afeição,o que não representa abdicação de autoridade.Deixar-lhe a responsabilidade do próprio comportamento é o caminho a seguir.Nem a conversa de igual para igual será a terapêutica. Os princípios que partem dos que o cercam não serão subentendidos,se forem vividos.Será tão difícil organizar a vida familiar de um modo tão fecundo que dirija as boas iniciativas?Exigir do adolescente confidência incondicional é tirar-lhe o direito de raciocinar,de fazer algo por conta própria. Exige-se da criança que conte tudo, mas com o adolescente será melhor não fazer disso uma obrigação, para não sugerir mentira.Respeitando-lhe os segredos,consegue-se conhecê-los com maior facilidade.Uma intimidade excessiva entre um dos Pais e o adolescente exclui dos dois a possibilidade de uma vida pessoal, símbolo de maturidade.A evolução processa-se gradualmente.Qualquer obstáculo a essa evolução, da infância à adolescência, é prejudicial,pois fixa uma fase difícil de ser ultrapassada.A prova disso é o sem-número de adultos que não chegam à maturidade.Inúmeros adolescentes não conseguem atingir o senso da realidade em conseqüência da atitude pouco compreensiva e exageradamente severa dos Pais.Se o pensamento é uma força, será óptimo fazer um conceito do adolescente que o valorize.Proclamar-lhe os defeitos, embora com a intenção de corrigi-lo,é obter exactamente o que se não deseja.Dizer-lhe: “ é um vadio,a vergonha da turma” é gravar-lhe na mente tal comportamento.Imaginá-lo uma pessoa normal,tornando-se autônomo, amadurecendo, é auxiliá-lo a desenvolver a faculdade de tornar-se um verdadeiro adulto.A maturidade afetiva prende-se à disposição para o casamento e relaciona-se à faculdade de amar sem egoísmo,sem o fito único da posse.Depender de um caráter físico o da sexualidade normal.Auxiliado pela família e pelas próprias reflexões sobre as experiências da vida,o adolescente toma conhecimento da natureza humana.Guiado possuído do senso de responsabilidade,ressentido da limitação,procura a mulher que o completará numa união fecunda de amor um dia mais tarde.

TATÃO

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, publicarei e o responderei.
Volte para saber a resposta.
•.¸¸.•´¯`•.¸¸.¤ Beijos •.¸¸.•´¯`•.¸¸.¤