Agora são Horas e Minutos - ... Obrigada: Estou completamente satisfeita com todos os amigos por me terem acompanhado no blogue. TATÃO ´ aconselhamos a utilização do Mozilla Firefox

PAULA RUIVO

. A APRESENTAÇÃO DO LIVRO A ERVILHA QUE QUERIA IR DE FERIAS FOI UM SUCESSO AUTORA PAULA RUIVO

segunda-feira, 12 de março de 2012

SAiBA COMO LIDAR COM A DOR DA SEPARAÇÃO:


A questão do sofrimento tem sido fonte de confusão para os seres humanos desde o princípio dos tempos. Quando o sofrimento, concreto e específico, entra na nossa vida constitui uma experiência de dor, quer seja física, emocional ou espiritual ou tudo isto ao mesmo tempo. Não podemos escolher não sofrer,ser humano, implica sofrimento e não existem soluções rápidas ou comprimidos milagrosos para todas as dores. Saiba como dar sentido ao sofrimento.
Às vezes o que é mesmo necessário é olhar a nossa dor, reagir ao sofrimento com o entendimento e assim descobrir-lhe um sentido, um significado para poder suportá-lo. É necessário mantermo-nos em contacto com toda a perturbação do nosso coração: ansiedade, medo, negação, raiva, mudanças súbitas entre a esperança e o desespero. Os nossos sentimentos são os canais mais desobstruídos para falarmos connosco mesmas e com os outros. O sofrimento pode tornar-nos muito frias, quando isso acontece o melhor é aquecermo-nos com a natureza, com a música, a arte, o humor e o riso.
Quando um casamento chega ao fim é importante perceber quando é que o casal deixou de comunicar, quando é que deixou de ser bom estar juntos e, principalmente, perceber como é que se chegou aí, à rotura. Não para reatar a relação, já que muitas vezes isso não é possível, mas para nos perdoarmos a nós próprias e ao outro, para podermos seguir em frente e amar de novo.
O fim de uma relação deixa sempre um vazio doloroso, mas fomos nós que criámos esse vazio, por isso somos nós que podemos preenchê-lo. Aprenda com os seus erros. Numa relação, não deixe para dizer amanhã aquilo que sente hoje. Diga com calma, com respeito pelo outro. Mas certifique-se que o outro percebe como se sente e, claro, aprenda a escutar. Lembre-se que o outro lado se pode sentir tão vulnerável e insatisfeito como você.


TATÃO


Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, publicarei e o responderei.
Volte para saber a resposta.
•.¸¸.•´¯`•.¸¸.¤ Beijos •.¸¸.•´¯`•.¸¸.¤