Agora são Horas e Minutos - ... Obrigada: Estou completamente satisfeita com todos os amigos por me terem acompanhado no blogue. TATÃO ´ aconselhamos a utilização do Mozilla Firefox

PAULA RUIVO

. A APRESENTAÇÃO DO LIVRO A ERVILHA QUE QUERIA IR DE FERIAS FOI UM SUCESSO AUTORA PAULA RUIVO

sábado, 6 de março de 2010

PENSAR ANTES DE GASTAR:

PENSAR ANTES DE GASTAR:

É normal dizer o que se ganha se gasta Aí se define bem o funcionamento e relacionamento de um grupo de indivíduos com o dinheiro e com o trabalho, mas também com a vida em geral.
O dizer é antigo porque,desde sempre, assalariados de todo o tipo, trabalhando ao dia,à semana ou à tarefa, recebendo muito ou pouco ajudaram a criar a ideia de um círculo vicioso inevitável que de trabalhar para ganhar dinheiro que depois se gastava em coisas essenciais ou supérfluas.
Neste excesso grupo de tarefeiras sem compromissos nem vínculos de qualquer espécie que iam dos mais criativos e aos que,depois,se vieram a designar como trabalhadores de profissões liberais a gestão do que ganhavam sempre foi da sua única e inteira responsabilidade.
Alguns ganhavam tão pouco que apenas conseguiam o necessário para ir sobrevivendo,de uma forma relativamente fácil e gastavam tudo o que tinham e não tinham na convicção de que donde este veio há-de vir mais. Deste segundo grupo, os que abandonaram este tipo de raciocínio do tornaram-se investidores, comerciantes,em tempos mais recentes trabalhadores por conta própria ou empresários.Nas últimas décadas,no entanto,o que cresceu e se tornou dominante foi o trabalho por conta de outrem.Habituámos-nos quase todos, por isso,a pensar em vencimentos ano ou ordenados mensais,certos e seguros.Isso mesmo parecia um excelente sinal de nível que permita a um grupo alargado de cidadãos contar com o que haveria de ganhar nos meses e anos vindouros até ao limite do seu próprio fim de vida.Por um tempo,muitos acreditaram que havia uma organização tão sofisticada e planeada que o trabalho podia ser,sobretudo,uma forma de afirmação pessoal e entretém social.
Como aparentemente estas coisas vêm em revogadas,voltámos de novo ao salve-se quem puder ou melhor dizendo,por acção dos múltiplos intermediários financeiros,ao chapa ganha chapa gasta o que,para já é e até ver,parece constituir-se como uma nova forma de aprisionamento colectivo.
 
Tatão

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, publicarei e o responderei.
Volte para saber a resposta.
•.¸¸.•´¯`•.¸¸.¤ Beijos •.¸¸.•´¯`•.¸¸.¤