Agora são Horas e Minutos - ... Obrigada: Estou completamente satisfeita com todos os amigos por me terem acompanhado no blogue. TATÃO ´ aconselhamos a utilização do Mozilla Firefox

PAULA RUIVO

. A APRESENTAÇÃO DO LIVRO A ERVILHA QUE QUERIA IR DE FERIAS FOI UM SUCESSO AUTORA PAULA RUIVO

quarta-feira, 24 de junho de 2009

DE MEL:



DE MEL:

São uns olhos de mel
Um mel tão puro, belo e doce,
Que se de teus olhos não fosse,
Acreditaria que só existisse no céu
Mel puro e doce

De mel também são os cabelos
Curtos e lisos, que parassem vivos
Quando o vento os deixa activos
Brincando, enroscando-os como novelos
Cabelos de mel, viventes
Me falam de amor

Lábios cor de mel não são
Mas são tão doces quando,
São suaves, e no entanto
Beijam com força e paixão,
Lábios doces e suaves assim

Tua pele, tão macia e jovial
Também de mel não tem cor
Pele clara, mas rosada no furor,
Parece da mais pura sede oriental.
Pele de seda e macia
Que por um toque, eu tudo faria

A pele não tem mel, a sua cor,
Mas os bálsamos que dos teus poros brotam
Têm o mesmo perfume que os favos soltam
Quando estão cheios de mel e amor,
Pele que bálsamos de mel vaporam
Jamais vá para longe agora

Olhos cabelos que de mel, a cor têm
E lábios de mel, pele com fragrância
Tem tudo sabor, beleza e elegância
Como um todo, o ser que os contém
Tem o mais agradável sabor a beleza
Que pode proporcionar a natureza


Olhos e cabelos de mel doce puro,
Lábios e pele suaves e hipnotizantes
Depois que os vi e senti
Que nunca poderei deixá-los, percebi.

Tatão

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, publicarei e o responderei.
Volte para saber a resposta.
•.¸¸.•´¯`•.¸¸.¤ Beijos •.¸¸.•´¯`•.¸¸.¤