Agora são Horas e Minutos - ... Obrigada: Estou completamente satisfeita com todos os amigos por me terem acompanhado no blogue. TATÃO ´ aconselhamos a utilização do Mozilla Firefox

PAULA RUIVO

. A APRESENTAÇÃO DO LIVRO A ERVILHA QUE QUERIA IR DE FERIAS FOI UM SUCESSO AUTORA PAULA RUIVO

sexta-feira, 8 de maio de 2009


FÁTIMA


Quando se vai a Fátima,sentimos como se fossemos chamados pelo Céu, como os Pastorinhos. Foi a Virgem Nossa Senhora de Fátima, que nos convidou para virmos a este lugar santo,verdadeiro altar do mundo, do qual brotou, há mais de 90 anos, a luz evangélica do Amor e da Misericórdia. Fátima abre-se, como um abraço de Amor.Fatima abraça com amor a todos os peregrinos, vindos até aqui, de lugares muito distantes,para encontrarem a Fé.Ela assiste em todos os sinais vivos e sacramentais da sua presença, para ouvirem e regressarem, cumprindo as promessas. A mais santa e carinhosa de todas as Mães. Como irmãos e irmãs da mesma família, é belo comtemplar a nossa Mãe comum, que nos fala de Deus,nossa única esperança, nossa fé e definitiva felicidade. Os caminhos da Fé, por vezes inacessíveis mas sempre empenhativas, abrem-se diante de nós porque Alguém os percorreu antes de nós,banhando-os com o seu Sangue. Em Fátima, os nossos passos foram procedidos pela Lúcia, Francisco, Jacinta e de incontáveis milhares de irmãos e irmãs, vindos como nós à procura da Mãe do Senhor, para percorrer corajosamente os caminhos do Evangelho. 1 a 13 de Maio de 1917, Nossa Senhora falou do Céu, porque Ela é especialista das realidades celestes. A sua morada é Deus, a sua casa é a eternidade. Quando disse venho do Céu, fala dirigir- se, com autoridade materna, também aos peregrinos nesta terra rumo à Pátria definitiva. Conhece bem as fadigas, compreende as ansiedades, angústias do nosso tempo,penetra na profundidade dos nossos corações e tem palavras de consolação nas tribulações da nossa existência. Especialista, do Céu, quer nos ensinar a caminhar bem sobre a terra, e que a nossa vida brilhe a fim de que neste mundo, no meio das provações e dos sofrimentos do tempo presente, não se apague o fogo da Esperança cristã. Quando Nossa Senhora apareceu à Lúcia e aos seus primos Francisco e Jacinta, com solicitude maternal previa as feridas e contradições da nossa época. Não foi por acaso que apareceu nos começos de um século ensanguentado pela loucura de duas Guerras Mundiais, marcadas por nacionalismos exasperados,por ideologias ateias e materialistas, que procuram sufocar a luz da Fé no coração dos homens no decorrer de sucessivas geraçóes. Estende-se até aos nossos dias esta sombra escura de suspeita à cerca de Deus e da sua obra. Até ao presente continua esta "Apostosia da Fé". Como defeniu o Papa João Paulo II que progressivamente comprometeu e contagiou a nossa Europa cristã.Ofereceu ao mundo, ao longo dos séculos, uma cultura rica em humanidade, criativa,respeitadora do Homem e da sua altíssima dignidade numa linguagem familiar ,simples facilmente compreensiva por todos. Partindo da humildade e da vida quotidiana, logo nos eleva para a contemplação das coisas do Céu, porque esta é a nossa origem, a nossa meta e a nossa Pátria. Os mandamentos da lei de Deus, os Sacramentos, os Novissímos a Caridade e o perdão. Tudo alcança valor e consciéncia, tudo merece ser considerado e acolhido como dom da graça de Deus. Apareceu a três criancinhas. Fátima fala nas crianças fala de crianças , pensai nos nos vossos filhos - as flores mais belas e ternas da Criação, postas por Deus no seio das nossas famílias... para nos encher de espanto perante a sua inocência e pureza. Fátima fala de famílias simples, modestas mas dignas, capazes de ser solidárias com o próximo, com os vizinhos e os pobres. Fala de jogos numa Luz e uma graça imprevista - a visão de um anjo depois a de Nossa Senhora e mostra com a seriedade aqueles pequenos corações a acolherem os apelos do Céu . Deus está triste pelos pecados e não há quem o console! Dizia Francisco, impressionado pelo sofrimento de Deus ofendido e ultrajado.O seu coração infantil abriu - se assim às profundidades da contemplação e da mística, o sofrimento pela perdição eterna dos pecadores e ofereceu o seu coração infantil perante Jesus escondido no Sacrário. Jacinta viu,com dor o sofrimento pela perdição dos pecadores e ofereceu a sua vida em holocansto,para salvá-los do inferno.Também Lúcia - a Irmã Maria Lúcia o fez pela perdição eterna dos pecadores. A irmã Maria Lúcia de Jesus e do Coração Imaculado - acolheu na sua vida o convite de Nossa Senhora, e recolheu-se. Viveu quase cem anos, mas a sua alma, os seus olhos, o seu coração permaneceram fiéis à imagem vivida por ela quando Nossa Senhora falou com as três criancinhas. Levaram até ao fim,dentro delas um grande tesouro - a Virgem Maria - Em 1917, uma vez mais veio a confortar, corrigir, iluminar e orientar os seus filhos nos caminhos da Verdade.
Tatão

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, publicarei e o responderei.
Volte para saber a resposta.
•.¸¸.•´¯`•.¸¸.¤ Beijos •.¸¸.•´¯`•.¸¸.¤