Agora são Horas e Minutos - ... Obrigada: Estou completamente satisfeita com todos os amigos por me terem acompanhado no blogue. TATÃO ´ aconselhamos a utilização do Mozilla Firefox

PAULA RUIVO

. A APRESENTAÇÃO DO LIVRO A ERVILHA QUE QUERIA IR DE FERIAS FOI UM SUCESSO AUTORA PAULA RUIVO

domingo, 12 de abril de 2009

Dia de "S. Valentim"


A harmonia conjugal - também será dia dos namorados? É só no dia de "S. Valentim" que se deve festejar o amor, mas também na vida conjugal. Tudo que sabemos, partilhámos, convivemos - é amor - saber dar e receber - é amor- afinal a vida conjugal não será amor?

O casamento, tão útil ao homem e à mulher quanto à sociedade, deve ser recíproca. Dar e receber de valores é um dom. Algumas inabilidades, embora inconscientes, são muitas vezes, motivos de fracassos na união tão necessária à vida em comum. O casamento deve ser palavra de honra empenhada por duas vidas que se proponhem caminhar lado a lado, levando à frente resistência e perseverança, deixando atrás o egoísmo. Na união relacionam-se intimamente, amor e liberdade. Ambos se acabam em mutua dependência...uma coisa é a liberdade para o indivíduo isolado, tendo em vista apenas o EU, é puro egoísmo.Cada um dos cônjuges, refle bem as exigências da vida comum.Compete traçar, livremente, os limites da própria autonomia.
Casamento só é indissolúvel quando os dois cônjuges colocam, acima dos interesses pessoais, um bem comum - os filhos -

Para casar, não basta à mulher entender de tarefas domésticas, nem ao homem ocupar cargos de destaque. É necessário que ambos possuam coragem para vencer os obstáculos, para se respeitarem mutuamente.Pela educação consegue-se progressivamente, inibição de tendências, agressivas através de grande esforço moral.Trocas de palavras pesadas deixam cicatrizes que dificilmente se apagam. Julgamentos injuriosos e perguntas humilhantes denegrem em conflitos. Muito difere a vivência dos noivos da dos casados. Entre os primeiros, há uma forte atracção afectiva, cheia de esperança e ilusões. Esse sentimento, porém, vai morrendo com o casamento, por outro repleto de generosidade.
Educação é actividade permanente, em tudo e até no - AMOR -

Não quero estar a prolongar mais este assunto porque teria muito a dizer.Fico por aqui. Apenas uma chamada de atenção a tudo que nos diz respeito porque a vida é bela para ser vivida e amada, não deixando de lado o amor, a compreensão
, os deveres morais e intelectuais.

Tatão

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, publicarei e o responderei.
Volte para saber a resposta.
•.¸¸.•´¯`•.¸¸.¤ Beijos •.¸¸.•´¯`•.¸¸.¤